Familia e Amigos

Ao fim de 4 semanas…

…voltei a casa. Apesar de saber que quando estou por casa não faço nada (na tese) aproveitei que foi fim-de-semana grande e vim até à minha terrinha, gosto muito da Covilhã mas a nossa terra é sempre nossa e já estava cheia de saudades da minha mãe e dos manos.
Como já estava à espera este fim-de-semana a tese ficou parada. Ai, ai, ai, tenho de levar umas palmadas para ser responsável, neste momento esta devia ser a minha prioridade numero um, mas depois de passar uma semana inteira de volta da tese não apetece nada estar o fim-de-semana todo em casa a trabalhar, ainda por cima há tanta coisa boa para fazer. eheheheh…
Sempre que venho a casa vou ver o meu afilhado e desta vez não foi diferente, na sexta feira lá fui, o Tim tem 6 meses e cada vez que o venho ver noto muito a diferença porque nesta altura eles crescem sem parar mas ao fim de 1 mês ainda notei mais, ele está enorme e sempre lindo. Lá veio mais uma vez, passar a noite aqui em casa. Ele é mesmo giro. Ri-se para toda a gente, quando não lhe ligamos ele começa a fazer muito barulho a chamar por nós, não gosta de estar sozinho, começa logo a chorar. Quer muita brincadeira e muito colo, está tão mal habituado. Dei-lhe bolacha Maria para a mão e ele lambuzou-se todo, estava feliz da vida. Quando larga a bolacha sem querer grita que se farta porque não sabe onde ela está, mal a dou para a mão outra vez cala-se logo. eheheheh… 
Está mesmo engraçado o meu pequenino. No sábado ao final do dia, com muita pena minha lá tive de o ir levar à mãe. 😦
Bem mas o meu fim-de-semana não foi só de bebes que se tratou. Fui andar de moto 4 com o A. e finalmente decidi-me a conduzir. Cada vez que vamos dar uma volta eu vou sempre atrás bem agarradinha ao A. e há alturas em que ele acelera mais que o normal que eu até fecho os olhos para não ver. E sempre que vamos o A. insiste: Não queres conduzir? Vá lá, é giro, experimenta. Só um bocadinho. Olha e num sítio a direito, pode ser? Eu nunca vou muito na conversa, mas desta vez, não sei bem porquê, até me apeteceu tentar. Na verdade não foi assim tão mau… 
Ouvi com muita atenção a explicação e depois de uns arranques assim mais fortes lá apanhei o jeito e até foi giro. Quando chegou à parte das descidas é que foi pior, ficamos tão inclinados que parece que vamos saltar por cima da mota. Andei tão devagarinho que o A. ria sem parar e gritava comigo “larga o travão”. Diverti-me e agora sempre que for dar uma voltinha com ele vou conduzir um bocadinho que é para aprender como deve de ser.
Entretanto também tinha ali debaixo da cama um puzzle meio começado que me lembrei de continuar. Quando o fui buscar já estava desfeito, o que eu já tinha montado estava pronto para começar outra vez, mas não desanimei e lá o montei de novo. O puzzle tem 3000 peças e eu estou a montar sozinha porque ninguém cá em casa tem paciência para só de 15 em 15 minutos conseguir encaixar uma peça. Mas eu não me importo e continuo.
Esta é a caixa do puzzle e como deve ficar no final.
E aqui é o que fiz este fim-de-semana (neste momento os barcos já estão mais adiantados, depois de tirar a foto ainda continuei, mas a diferença não é muita).
Aqui, é o que ainda falta montar, tudo separado nos sacos por cores, as mais escuras dum lado, as azuis do outro, as brancas de outro, etc…
Pois, ainda tenho muito trabalho, mas isto é para ir fazendo devagarinho. Agora durante a semana tenho de trabalhar noutra coisa, depois logo me dedico ao puzzle outra vez. Depois mostro o resultado final.
Te
Anúncios

11 thoughts on “Ao fim de 4 semanas…

  1. Essa ideia de separar por cores é boa, nunca me ocorreu. Mas que é preciso muita paciência, lá isso é.

    E a Pipeta, como é que está?

    Beijinhos e boa semana 🙂

    Gostar

  2. Farruskinha, vai dar trabalho mas eu gosto muito de ir vendo a evolução e no fim vou ficar toda contente.

    Ana, dá trabalho a separar mas assim fica mais fácil de tentar perceber onde encaixam. A Pipeta já está bem, o pelo está a crescer e ela já anda calminha.

    Beijinhos.

    Gostar

  3. Te, pra mim, essa sua disposição para um puzzle desse tamanho me diz um pouco de você. Acredito que sejas uma pessoa paciente e perseverante; que não desiste facilmente e sabe o que quer. Ótimas qualidades.

    Gostar

  4. Em tempos, quando era miuda, era uma das minhas prendas preferidas. fiz bastantes e ainda fiz uns quantos quadros, nem sei o que foi feito deles.
    Boa sorte e paciencia para completares o teu.
    Quanto ás crianças é mesmo assim, uns dias sem os vermos e eles já ficam bem maiores.

    Bom resto de semana.

    Gostar

  5. Daniela, eu também já fiz muitos mas este é o primeiro com tantas peças.

    Avogi, 🙂

    Regina, que comentário tão bonitinho, és uma querida. Realmente eu sou muito persistente e não desisto do que quero. Já paciente é só para algumas coisas, há outras para as quais não tenho paciencia nenhuma. Felizmente são mais as que tenho do que não tenho.

    Pinta, tens de descobrir o que aconteceu a esses teus quadros. Noto imenso a evolução do meu afilhado, principalmente porque não estou com ele todos os dias.

    Beijinhos

    Gostar

  6. Eu e a Letícia (a minha filhota de 3 anos) acábamos justamente agora de fazer um de 500 peças. Até telefonou à pessoa que lho deu, toda feliz por ter terminado. Mas deu cá um trabalhão (e só eram 500…)!

    Beijos

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s