Familia e Amigos

O homem da casa

O meu namorado não serve para as tarefas ditas do “homem da casa”.
Ontem à noite andava uma aranha a passear-se pela parede do meu quarto e como odeio aranhas pedi-lhe para a matar. Ele manda um salto bate com o chinelo na parede a um metro de distancia da aranha que se assusta e cai para o chão desaparecendo de vista. Só me apetecia gritar com ele.
Passado uns minutos toca de ver uma borboleta pequenina: “amor apanhas essa borboleta?” Lá vai ele apanha-la e não é que a deixa fugir e nunca mais a vimos. Grrrrr. Agora apetecia-me bater-lhe.
Não gritei e não lhe bati nem lhe disse nada porque achei que ia estar a exagerar, mas fiquei mesmo furiosa. ODEIO aranhas. Dizem e é verdade “se queres uma coisa bem feita faz tu mesmo.”
De certeza que mesmo com os pelos dos braços em pé e a tremer por todo o lado eu tinha morto aquela aranha. Eu sou tão paranóica com estes bichos que não preguei olho a noite inteira cheia de comichões e a pensar na maldita aranha que andava viva a passear-se pelo meu quarto porque o esperto do meu namorado não foi capaz de a matar.
Enfim, hoje cá estou eu a trabalhar a morrer de sono, pode ser que esta noite corra melhor que ontem.
Te
Anúncios

4 thoughts on “O homem da casa

  1. Filipa e Farruskinha, agora também já me ri mas na altura não percebi como é que ele deixou escapar não 1 mas 2 bichos.

    Su, ele não arranja nada outra, não agoires sua mazona.

    Beijinhos.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s