Finanças

Gerir os Gastos

É nossa obrigação saber gerir aquilo que temos e evitar chegar a meio do mês com o ordenado gasto mas muitas vezes as pessoas gastam enquanto há e depois logo se pensa no assunto, sendo esta a maneira mais errada de gerir o que quer que seja.

Se não querem ser influenciados por um mau exemplo, passem já para o próximo blog, não digam que não avisei.

Apesar de não chegar ao ponto do “depois logo se vê” (não precisei de ir buscar dinheiro que tivesse guardado mas também não sobrou poupança para colocar de parte), o mês que passou senti que foi comprido de mais, ou se calhar fui eu que o tornei complicado de mais com gastos de mais. :-S 

Além das despesas ditas “normais”, gastámos muito mais dinheiro do que é costume em todos os outros meses. 

Para começar bem o mês houve um atraso no pagamento de umas coisas da Segurança Social (eu pago todos os meses e depois reembolsam-me), o que aconteceu é que não me reembolsaram o mês anterior mas eu tive de pagar o novo mês de qualquer maneira, por isso… 

O A. fez anos e dei-lhe uma boa prenda, porque ele merece.

Temos um casamento amanhã em que o A. é o padrinho do noivo, tivemos de comprar um fato para o A. (que não são baratos) e de mandar arranjar o meu vestido (já tinha um vestido em casa mas estava largo), além da roupa há todo um conjunto de acessórios necessários (mala, sapatos, etc) e esses eu não tinha.

Entretanto entusiasmei-me na compra dos sapatos e da mala e fui às compras. Digam lá que não sou tola? Não me arrependo de nada do que comprei, podia era ter deixado estas compras para o mês seguinte, mas nãoooo, se vamos gastar, gastamos já tudo… Enfim, sem comentários…

Por ultimo, o A. recebeu uma multinha em casa de 120 euros. Que bom. 

E acho que pagou qualquer coisa do carro que não paga nos outros meses, ele disse-me mas eu já não sei bem o que foi (seria a revisão? ou talvez o seguro? Vá não me perguntem que já não me lembro mesmo.). 

Como vêm foi um mês muito produtivo (ou não). Depois fiquei com os nervos a entrar em curto circuito, fico danada quando gasto demais, apesar de saber que a culpa é inteiramente minha…

O que podia ter feito diferente? Bem as despesas da casa e do carro têm mesmo de ser pagas de qualquer maneira. Não tenho culpa que os tontos dos recursos humanos metam os pés pelas mãos a tratar dos pagamentos. A multa também tinha mesmo de ser paga. O fato do A. também tinha de ser comprado porque ele não tem nenhum e o casamento está quase ai. 

Posto isto o que deveria ter feito era fazer uma estimativa e perceber a quantidade de dinheiro que já íamos gastar durante o mês antes de me armar na “louca das compras”. Mas é que eu quase nunca compro roupa (nunca me apetece ir para centros comerciais :-S) e portanto tive de aproveitar aquele dia que estava com a vontade toda.

E como o que está feito já não tem emenda resta-me aprender com a situação. Podem ter a certeza que nos próximos meses vou andar poupadinha e a contar os tostões para conseguir poupar além do normal, mais o que devia ter poupado este mês e gastei.

Te
Anúncios

6 thoughts on “Gerir os Gastos

  1. O mês é sempre tão comprido se não me conter estou tramada da vida…
    temos de saber viver com o que temos e não esticar a perna mais do que o tamanho do lençol já dizia a minha mãe e eu sigo sempre esta dica.
    bom fim de semana

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s