Organização

Então e o GTD e ZTD?

Já falei sobre as agendas, sobre o caderno arc mas sobre os métodos Getting Things Done e Zen To Done como tinha dito que faria ainda não disse uma palavra, estou  a falhar.

O problema é que para começar a implementar estes métodos tive de pesquisar e “estudar” sobre o assunto, já tinha lido alguns posts sobre ambos mas achei insuficiente, por outro lado não queria investir nos livros tão cedo sem ter a certeza que era algo que eu ia mesmo usar no meu dia a dia (se resultar talvez seja uma coisa a pensar). O que vale é que existe a nossa amiga Internet que quando bem usada nos consegue dar imensa informação útil e exemplos concretos de como as pessoas usam estes métodos. 

Aos poucos, lendo daqui e dali, comecei a tentar implementar algumas coisas mas estou sempre a aprender algo novo, parece que a informação não acaba nunca.

Inicialmente não me pareceu que os métodos fossem assim tão diferentes, achei que o ZTD era só uma maneira mais simples de usar o GTD, então procurei pelas principais diferenças entre os dois métodos e encontrei dois textos muito diferentes sobre o assunto, podem ler aqui e aqui.

Então pelo que já li de ambos os métodos, verifiquei que o ZTD é uma série de hábitos que devem ser implementados (10 no total) mas que os principais são muito semelhantes aos 5 passos chave do GTD, ou seja, Capturar, Processar, Organizar, Rever e claro Fazer

O ZTD fala ainda de outros hábitos como, Planear, Focar e Simplificar, mas que na minha opinião podem ser inseridos nos 5 passos do GTD. Quando estamos a Processar acabamos por estar também a Planear, quando estamos a Organizar podemos e devemos fazê-lo de maneira Simples e quando estamos a Fazer temos de nos Focar na tarefa em questão.

Cada um destes passos melhor explicados num próximo post. 🙂

Te

O blog já tem página de facebook, carreguem ali do lado direito para visitarem. Obrigado. 🙂

Anúncios

7 thoughts on “Então e o GTD e ZTD?

  1. Olá!
    Já tinha lido sobre o assunto também na Busy woman and the stripy cat, mas sou sincera: não gosto de agendas e planeamento.
    Já usei vários métodos e listas, mas acho que não resulta para mim.
    Mas se resulta para ti, força!
    🙂

    Gostar

  2. Sou adepta do GTD como já havia referido. É um processo contínuo. Com falhas, avanços, recuos…tal e qual como a questão da escolha da agenda. Passamos a vida a tentar melhorar. Mas é positivo o balanço por pouca mudança que exista.
    Beijinho

    Gostar

  3. É isso mesmo, há pessoas que não gostam e não se adaptam a planear as coisas em agendas, e não há mal nenhum nisso, já eu é impossível não ter a minha agenda perto de mim. 🙂

    Gostar

  4. Também usas o GTD, eu à medida que fui lendo e adotando o GTD comecei a fazer algumas mudanças ao método para que resultasse melhor para mim. Gostava de saber a tua experiência com este sistema. Vem cá contar. 🙂

    Gostar

  5. Sim, é isso mesmo…o processo é lento exactamente porque só faz sentido cada pessoa adaptar (tal como com a agenda) à sua própria realidade e forma de interpretar e gerir essa mesma realidade. Neste momento ando um bocadinho (MUITO) aflita com Mestrado e emprego ao mesmo tempo mas quando acalmar mais trocamos ideias. Vives na zona de Lisboa ? Se quiseres tomar um cafezinho em Cascais…eu pago e conversamos 🙂 Bj

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s