Maternidade

Gravidez – Primeiro Trimestre

Desde que descobri que estou grávida fiz algumas mudanças na minha vida mas nada de anormal e nada de radical. 

Uma das mudanças foi começar a olhar para os alimentos de maneira diferente e deixei de comer coisas cruas e qualquer marisco. Outra coisa que tentei mudar foi o facto de ser muito preguiçosa para passar cremes mas quando soube que estava grávida (e ainda sem indicações nenhumas) comecei a esforçar-me por fazê-lo mais regularmente. De resto nada mudou.

O que mais me assustou nesta fase inicial da gravidez e que acho que assusta todas as futuras mamãs era a possibilidade de aborto espontâneo que bem sabemos acontece tantas vezes. Qualquer coisinha me preocupava e andei louca à espera que chegasse a data da próxima consulta só para saber se estava tudo bem.

Ainda antes de ter essa tão esperada consulta surgiram dois problemas que me fizeram ir parar às urgências novamente e a um médico de outra especialidade. Primeiro apareceu-me umas borbulhas pequeninas no corpo inteiro que davam muito comichão, como ainda não tinha o resultado das análises e não sabia se era imune à rubéola e outras doenças do género fiquei preocupada, foi a minha dermatologista que me descansou. Além disto estive com uma infecção urinária o que não é nada confortável.

Estes problemas foram devidamente tratados e entretanto com os resultados das análises vim a descobrir que não era imune à toxoplasmose e os cuidados com a alimentação tornaram-se um bocadinho maiores.

Quando fomos à consulta e segundo o que a médica nos tinha dito da primeira vez em que lá estivemos achávamos que estávamos de 12 semanas mas com a ecografia feita nesse dia confirmou-se que afinal já estava de 14.

Esta ecografia foi uma doideira total. O bebé mexeu-se muito, abanou a mão, esticou a perna e até deu uma volta completa e ficou virado ao contrário. Ouvimos o coração que – não sei como é para as outras mães – para mim é sempre o melhor momento e foi tudo maravilhoso. É tão intenso ver tudo tão nítido e perceber que é um bebé real que ali está.

Sai de lá com uma alegria tão grande que parecia que transbordava do peito.

No final da semana seguinte, os sintomas mais chatos quase desapareceram e voltei a conseguir comer normalmente. Parece pouco tempo mas para mim estas semanas que passei com azia, enjoos e vómitos demoraram muito para passar. 

Agora? Agora já nem me lembro dessas semanas chatas. Apareceram outros sintomas diferentes mas desses falo num próximo post.

Telma Anágua 

O blog já tem página de facebook e canal no youtube, carreguem ali do lado direito para visitarem. Obrigado. 🙂
Anúncios

2 thoughts on “Gravidez – Primeiro Trimestre

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s